Cirurgia Plástica nas Mamas (Mamoplastia)

Mamoplastia

De acordo com a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, as mulheres representam 87,2% das pessoas que fazem cirurgia plástica e os homens 12,8%.

Dentre os procedimentos mais procurados estão a Mamoplastia para aumento das mamas, a Lipoaspiração, a Blefaroplastia (cirurgia da pálpebra) a Lipoescultura e a Rinoplastia (cirurgia de nariz).

A busca pela beleza está em alta. Todos querem ficar melhor e mais bonitos, principalmente as mulheres que lideram as pesquisas nos procedimentos.

Os principais problemas encontrados nas cirurgias plásticas estão na escolha do profissional e no pós operatório quando se verifica que o resultado prometido não foi alcançado.

A escolha do profissional é uma medida que todo paciente deveria verificar se o médico que realizará o procedimento tem especialidade na área de cirurgia plástica.

Quanto ao pós operatório surgem alguns problemas principalmente no resultado final  em mamoplastias.

Muitos desconhecem que se a mamoplastia for de natureza estética o médico fica obrigado a entregar o resultado prometido. Se a promessa foi de reduzir e aumentar as mamas deverá atingir este resultado, caso contrário poderá responder por isso.

Há casos de má cicatrização ou mesmo de deformidade em que a responsabilidade por erro médio fica mais ainda evidente e outros em que  a mama fica uma maior do que a outra.

Em todos os casos, fica obrigado o médico a realizar outro procedimento para corrigir o resultado não alcançado sem nenhum outro custo para o paciente.

Quando o médico se nega  a prestar auxílio ou acompanhamento ao paciente que realizou cirurgia plástica,  não resta outra alternativa senão ingressar com ação de indenização para pedir a devolução das quantias pagas pela cirurgia, bem como eventual dano moral, pelas cicatrizes ou deformidade deixadas se for o caso.

Há casos em que se houver abalo psicológico ele também deve ser indenizado.